Antonio Izidoro - CRP: 14/02004-4
Isabela Rocha Izidoro - CRP: 14/07081-8
Lilian C. R. Izidoro - CRP: 14/01744-8

 

Firmino Vieira de Matos, 1297 - Dourados/MS
Tel: (67) 3421-8139 | 99696-8139

 

NA PRÓXIMA SEMANA EU COMEÇO PARA VALER

Quando o adiar vira regra

 

Entra paciente e sai paciente e as falas são similares diante das demandas da vida: "Depois eu faço" ou "Na próxima semana eu começo para valer". É assim com o estudar para a prova da semana que vem, com a dieta que jurou começar na segunda-feira, com a promessa de não faltar a academia ou de marcar a consulta médica necessária. No entanto o depois ou a semana seguinte chegam e nada de realizar. E assim os dias e as semanas vão passando e quando se percebe o ano terminou. O que não passou e ficou são os resultados da não realização, ou seja, os prejuízos que podem ser acadêmicos, profissionais, relativos a saúde ou até ao bem-estar entre outros tantos.

Este comportamento de adiar é definido como procrastinação, que se refere ao atraso desnecessário e irracional de uma tarefa ou tomada de decisão acompanhado de desconforto psicológico e emoções negativas, como culpa, ansiedade e insatisfação. É interessante diferenciar que procrastinar eventualmente não é um problema, entretanto passa a ser quando a pessoa se torna um procrastinador.

O comportamento de procrastinar é complexo pois envolve componentes cognitivos, emocionais e comportamentais que proporciona um alívio temporário, sendo utilizado como estratégia de enfrentamento diante de tarefas aversivas. Determinadas variáveis contribuem para o desenvolvimento deste modo de comportar-se segundo alguns autores, tais como: comportamento de fuga/esquiva de situações com maior possibilidade de falhas, indecisão, perfeccionismo, baixa tolerância a frustração e as situações aversivas. Assim, podemos afirmar que a procrastinação é um padrão de comportamento determinado por crenças disfuncionais, ou seja, pensamentos falsos que se repetem em algumas situações, podendo ser identificados e modificados.

Exemplo do ciclo da procrastinação:

 

Fonte: Wright, 2012.

 

No entanto promover mudanças na vida, como deixar de procrastinar nem sempre é uma tarefa fácil. Muitos tentam e não conseguem sentindo-se fracassados e desistindo. A Terapia Cognitivo Comportamental - TCC é uma abordagem que auxilia à mudança do estilo de vida desenvolvendo comportamentos mais funcionais favorecendo as pessoas a focarem na resolução dos problemas, ao invés de censurar-se. Promove uma maior percepção dos pensamentos e das emoções, aumentando o empenho na realização das tarefas e diminuindo o nível de estresse.

 

Envie seu Comentário